Please reload

Posts Recentes

Existe cavalheiros, encontre o seu!

December 16, 2018

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

O que podemos aprender com NEVILLE GODDARD?

January 2, 2018

 

Como Abdullah (Professor do Neville Goddard e Joseph Murphy entendia a LEI)

Um dia Neville foi até Abbdullah e disse-lhe que estava com saudades de sua terra natal e queria muito visitar sua família em Barbados. Porém não tinha dinheiro suficiente para viajar.

"Viva como se estivesse lá" disse Abdullah " É a única coisa que você deve fazer".

Neville demorou para aceitar essa ideia, porem Abdullah manteve firme a ideai de que Neville foi a Barbados de primeira classe, e ele foi. Neville explica no texto a seguir como tudo aconteceu:

Era o ano de 1933, eu estava desempregado, e não tinha para onde ir, exceto um minusculo quarto na rua 75. Fui direto ao meu velho amigo Abdullah e disse: "Ab, estou com um sentimento estranho dentro de mim, pela primeira vez em 12 anos quero ir a Barbados".

"Se você quer ir Neville, você já foi". Ele respondeu.

Foi uma linguagem muito estranha pra mim, Eu estou em Nova York e ele disse que eu fui para Barbados. Eu disse pra ele: "O que você quer dizer com 'Eu fui' Abdullah ?"

Ele disse: "Você realmente quer ir ?"

Eu respondi: "Sim"

Então ele me disse: " Quando você atravessar essa porta, agora você não está mais andando em Nova York, você está caminhando em ruas com Palmeiras, Palmeiras com Coco, isto é Barbados. Você não diz "como" quando está lá. Você está lá. VOCÊ ESTÁ LÁ. De agora em diante você anda como se estivesse lá. "

Saí de sua casa deslumbrado. Estou em Barbados, não tenho emprego, não tenho dinheiro, nem estou bem vestido, e ainda estou em Barbados.

Ele não era o tipo de pessoa com quem se argumentava, não o Abdullah. Duas semanas depois e nada havia mudado, eu não estava mais próximo do meu objetivo do que no primeiro que eu disse que queria ir a Barbados. Eu disse a ele: Ab, eu confio em você totalmente, porém não consigo ver como isso vai funcionar. Eu não tenho um centavo para essa viagem e comecei a explicar...

Você sabe oque ele fez? Ele era tão negro como um Ás de espadas, meu velho amigo Abdullah, com um turbante em sua cabeça. Quando me sentei na sala de estar, ele se levantou da cadeira e foi em direção a seu escritório, e bateu a porta, o que não era um convite para segui-lo. Enquanto estava indo me disse: "Eu já lhe disse tudo que tinha pra lhe dizer."

No dia 3 de Dezembro, eu fui até Abdullah e novamente disse a ele: "até agora não estou nem perto de Barbados, como naquele primeiro dia Ab." E ele me respondeu: "Você está em Barbados"

O ultimo navio, que faria a viagem para Barbados, partiria dia 6 de Dezembro. Teria que ser nele, para que eu chegasse a tempo para passar o Natal em Barbados.

No dia 4 de Dezembro, sem trabalho, sem ter pra onde ir, dormi tarde. Quando levantei, havia uma carta dos Correios de Barbados na minha porta. Quando abri a carta, caiu um papel no chão com rascunhos escritos, e U$ 50 Doláres.

A carta era do meu irmão mais velho Victor e ele dizia: "Neville, isso é uma ordem. Nunca tivemos um natal em que todos os membros de nossa família estavam presentes ao mesmo tempo. Você não está trabalhando, eu sei que não há motivos para que você não venha. Esses 50 doláres são para você comprar alguma coisa que precise, suas passagens já estão compradas, é só ligar na companhia e confirmar as mesmas, consuma o que quiser na viagem, é tudo por minha conta.

E assim antes do Natal eu realmente estava em Barbados.

Abdullah acreditava firmemente na capacidade do homem de criar sua própria realidade. Ele não via nenhuma circunstância fora do controle.

" O sentimento recebe a benção!"

 

Fonte facebook Neville Goddard Brasil

 

Please reload

Siga