A gente pode ser feliz sem um monte de coisas

Dinheiro e felicidade não são sinônimos. Mas definitivamente não precisam ser

antônimos. O dinheiro é apenas uma medida de sustento e o sustento é necessário.

Precisamos estar atentos aos verdadeiros custos. Quantas vezes na vida para não

gastarmos mais acabamos gastando muito?

Ditado popular quando quebramos algo, como um prato, dizemos: “Foi se o mal!”

Nesse momento nos tornamos mais atentos ao nosso redor! Guiamos o nosso carro com

mais cuidado, evitamos a desatenção ao nos relacionarmos com o outro, somos mais

polidos e elegantes no trato.

A possibilidade de compreender a vida e nossas atitudes nos leva a uma vigília maior.

Sensação que estou no verdadeiro comando da minha mente, mesmo que isso seja

aparente. Logo, a vida flui, a qualidade dela me faz sorrir mais, ponho por terra o

rancor, a esnobação, e aprendo que posso viver sem muitas coisas. Entro num belo

shopping e aprecio a beleza das vitrines, esse é o papel das vitrines, se tornarem belas!

Aprecio e percebo que sou feliz sem o consumo desenfreado que gera patologias.

Seja feliz! Sorria mais!


Posts Em Destaque
Posts Recentes